fbpx

O que se espera do desempenho reprodutivo no verão e início do outono?

Os períodos de verão e início de outono são conhecidos na produção de suínos como momentos em que ocorre uma redução na eficiência reprodutiva, caracterizando o que se denomina de infertilidade sazonal. As manifestações de infertilidade sazonal normalmente incluem atraso na puberdade de leitoas, aumento do intervalo desmame-estro, redução na taxa de parto e redução no tamanho da leitegada.

A infertilidade sazonal é um problema multifatorial, sendo que os mecanismos fisiopatológicos que desencadeiam esta manifestação ainda não são bem compreendidos. Este problema crônico na suinocultura vem demandando há anos esforços científicos em diversas instituições de pesquisa que buscam elucidar os mecanismos responsáveis pelo problema, buscando solucionar ou minimizar os impactos desta redução de produtividade.

O estresse pelo calor parece ser o principal responsável pela baixa eficiência reprodutiva durante o período de infertilidade sazonal (Tast et al., 2002). O principal efeito ocorre quando a temperatura ambiente supera o limite superior de conforto térmico da matriz levando a uma redução no consumo voluntário de ração na lactação, desencadeando um catabolismo excessivo devido ao balanço energético negativo e, portanto, uma redução no desempenho reprodutivo subsequente. Recentemente no encontro do American Association of Swine Veterinarians (AASV), Rosero et al. (2015) sugeriram que o fornecimento de 100 g de ácido linoleico durante a lactação auxilia a minimizar o balanço energético negativo e consequentemente melhorar os indicadores reprodutivos em função dos efeitos deste composto como precursor de hormônios importantes na reprodução. Estas respostas podem indicar estratégias de controle nutricional para reduzir o impacto da redução de produtividade durante os períodos de verão e início do outono.

Não obstante, deve-se considerar que as fêmeas suínas domésticas mantêm resquícios sazonais de seus ancestrais, que apresentavam somente uma estação reprodutiva ao ano durante períodos de fotoperíodo curto. Desta forma, estudos demonstram que durante o período de infertilidade sazonal ocorre um comprometimento do desenvolvimento folicular ovariano que consequentemente prejudica a qualidade dos oócitos e a produção de progestorena pelos corpos lúteos originados de folículos que apresentam algum tipo de comprometimento durante o seu crescimento (Bertoldo et al. 2010; Bertoldo et al., 2011). A redução da atividade ovariana prejudica a retomada da atividade cíclica pós-desmame, bem como os processos de desenvolvimento e fixação embrionária aumentando as taxas de retorno ao estro, abortamento e redução do tamanho de leitegada. Algumas destas falhas são visualizadas durante o período de infertilidade sazonal, mas também no final de outono e início de inverno pode-se observar redução no tamanho de leitegadas oriundas de inseminações realizadas durante o período de infertilidade sazonal.

Embora não se conheça completamente os mecanismos fisiológicos que determinam a redução na eficiência reprodutiva durante o período de infertilidade sazonal, medidas de manejo para minimizar os efeitos deste problema podem ser utilizadas. Desta forma, maximar o consumo de ração e fornecer um ambiente dentro da zona de conforto térmico para as matrizes na lactação e pós-desmame e, além disso, proporcionar um melhor estímulo com o macho após o desmame através de um maior tempo de exposição diária ao macho e rotatividade de machos, são algumas das alternativas que podem reduzir o impacto negativo sobre a eficiência reprodutiva durante o período de infertilidade sazonal. Assim as pesquisas continuam no sentido de entender os mecanismos fisiológicos e proporcionar outras possibilidades de manejo, nutrição ou seleção genética para redução dos impactos deste problema.

Referências

Bertoldo, M.; Holyoake, P. K.; Evans, G.;  Grupen, C. G. Oocyte developmental competence is reduced in sows during the seasonal infertility period. Reproduction, Fertility and Development. 22(8) 1222–1229. 2010.

Bertoldo, M.; Holyoake, P. K.; Evans, G.;  Grupen, C. G.  Follicular Progesterone Levels Decrease During the Period of Seasonal Infertility in Sow. Reprod Domest Anim.  Jun;46(3):489-94. 2011.

Rosero, D.; Boyd, D.; van Heugten, E. Recent breakthrough findings in essential fatty acid nutrition and seasonal infertility. Annual Meeting-American Association of Swine Veterinarians. p. 15-20. 2015.

Tast, A.; Peltoniemi, O.A.T.; Virolainen, J.V.; Love, R.J. Early disruption of pregnancy as a manifestation of seasonal infertility in pigs. Anim. Reprod. Sci. 74, 75-86. 2002.

Escrito por Rafael Ulguim, Médico Veterinário
Msc, Dr. Reprodução de Suínos
Pós-doutorando-UFPEL
Contato: ulguimr@gmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *