fbpx

Monteiro

Introdução

O porco-monteiro, também conhecido como javali, porco-bravo, porco-montês ou javardo, é uma espécie cosmopolita, que habita todos os continentes, exceto a Antártida. Podem habitar uma diversidade muito grande de ambientes, apesar de evitar climas muito frios ou quentes.

São animais noturnos, vivem em bandos e são perigosos quando moram soltos na natureza, mas quando domesticados são bem sociáveis e dóceis.

Os porcos-monteiros são robustos, seu corpo é coberto de pelos grossos e eriçados que variam da tonalidade ruiva à negra e tem dentes caninos projetados para fora.

Sua carne é considerada nobre pelo sabor, baixo teor de gorduras, textura macia e alto teor proteico.

História

O porco-monteiro tem origem do sudeste da Ásia, do norte da África e das florestas da Europa. Foram introduzidos e disseminados em várias regiões do mundo devido sua facilidade de adaptação.

Atualmente, é considerado uma espécie exótica invasora no Brasil e ameaça o ecossistema pelo aumento de sua população.

Manejo nutricional

Os porcos-monteiros são onívoros e sua dieta é 90% composta por vegetais, frutas, raízes, nozes e gramíneas, e os outros 10% por ovos, animais pequenos, insetos e vermes.

A alimentação desses animais varia conforme a estação do ano e a disponibilidade de alimentos da região.

Aspectos reprodutivos

Os porcos-monteiros vivem em grandes grupos compostos de 6 a 30 indivíduos.

As fêmeas atingem a maturidade aos 10 meses e tendem a permanecer no mesmo grupo que nasceram. Já os machos são animais solitários: ficam nesses grupos até atingirem 1 ano de idade e depois só voltam na época de reprodução.

Durante o ciclo estral das fêmeas (que dura 5 semanas em cada), os machos se tornam muito competitivos e agressivos entre si por causa da oportunidade de reprodução.

Geralmente a fêmea só tem uma gestação ao ano e esta dura 3,5 meses dando origem a 5 filhotes por prole em média.

O peso ao nascer dos filhotes é de 0,4 a 0,8kg e a idade de desmame varia de 8 a 12 semanas.

Sanidade

Os porcos-monteiros tem uma resistência maior do que porcos domésticos, mas quando em confinamento podem apresentar doenças como brucelose e alta incidência de Metastrongylus

São reservatórios da bactéria Brucella suis biovar 2 que pode ser transmitida à suínos criados ao ar livre.

O consumo de carne de javalis mal cozida está associado a casos graves de hepatite E e triquinelose.

Fontes

Manejo e controle do javali.  Disponível em: <http://ibama.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=546>. 

Javali (Sus scofa). Disponível em: <http://brasilescola.uol.com.br/animais/javali.htm>

Sus scrofawild boar. Disponível em:<http://animaldiversity.org/accounts/Sus_scrofa/>

Wild boar. Disponível em: <https://a-z-animals.com/animals/wild-boar/>

ZANELLA, J.R.C Zoonoses emergentes e reemergentes e sua importância para saúde e produção animal. 2016.- )Embrapa Suínos e Aves, BR‑153, Km 110, Distrito de Tamanduá, CEP 89715‑899 Concórdia, SC, Brasil.

Brucelose. Disponível em: <http://www.mass.gov/eohhs/docs/dph/cdc/factsheets/a-c/brucellosis-pt.pdf>

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *