fbpx

Anemia Ferropriva: um problema subestimado!

Um dos manejos essenciais para leitões recém-nascidos é a aplicação de ferro. Esse manejo é tão rotineiro nas granjas que já é realizado de “olhos fechados”. Mas você já se questionou alguma vez qual o real motivo dessa aplicação?

O leitão nasce com uma reserva muito pequena de ferro, aproximadamente 50mg. Entretanto, a exigência metabólica e dietética diária de ferro é de 7mg e 16mg, respectivamente. Além disso, a principal fonte de ferro nas primeiras 3 semanas de vida do leitão é o leite, que contém apenas 1mg de ferro/litro. Ou seja, o leitão recém-nascido tem um déficit diário de aproximadamente 4mg de ferro.

Caso não haja uma suplementação externa, os leitões irão apresentar apatia, crescimento retardado e, em casos graves, dificuldade respiratória.

Uma maneira de contornar esse problema é através da aplicação de ferro entre o 3° e o 5° dia de vida do leitão. Dessa forma, o leitão terá suas reservas de ferro aumentadas e assim não apresentará redução de desempenho até o desmame, momento no qual o ferro será fornecido via ração para os animais.

Portanto, para que os leitões consigam desempenhar um potencial de crescimento nas primeiras semanas de vida, a suplementação de ferro é imprescindível.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *